3 Novas Curtas Portuguesas

3 Novas Curtas Portuguesas

Cidade Pequena + Farpões Baldios + Coelho Mau

  • "Cidade Pequena" de Diogo Costa Amarante
     "Cidade Pequena" de Diogo Costa Amarante
  • "Farpões Baldios" de Marta Mateus
     "Farpões Baldios" de Marta Mateus
  • "Coelho Mau" de Carlos Conceição
     "Coelho Mau" de Carlos Conceição

Três curtas-metragens portuguesas com destaque internacional e que espelham a qualidade e dinamismo da produção cinematográfica nacional, chegam às salas de cinema como programa através da Midas Filmes. Em Lisboa, são exibidas no Cinema Ideal.

Cidade Pequena, de Diogo Costa Amarante, filme vencedor do Urso de Ouro no Festival de Berlim, é uma das curtas do programa. O realizador que nasceu no Porto, em 1982, retrata nesta obra a relação entre uma mãe e o seu filho de seis anos.

Farpões Baldios, de Marta Mateus, é outra curta em exibição. O filme ganhou o Grande Prémio da Competição Internacional do Curtas de Vila do Conde, deste ano, depois de ter estreado na Quinzena dos Realizadores em Cannes. A cineasta que cresceu no Alentejo, dá a conhecer os testemunhos daqueles que perderam a infância no trabalho rural e que depois de gerações de miséria lutaram para conseguir melhores condições de vida através da Reforma Agrária.

Por fim, o filme de Carlos Conceição, Coelho Mau, completa o trio de curtas. A mais recente obra do realizador,  selecionada para a Semana da Crítica do Festival de Cannes, que decorreu em maio, é uma produção luso-francesa que aborda o desejo e a morte através das relações familiares entre dois irmãos, a sua mãe ausente e o amante desta.
 

  • Cidade Pequena
  • De Diogo Costa Amarante
  • Um dia Frederico aprende na escola que as pessoas têm cabeça, tronco e membros, e que se o coração pára as pessoas morrem. Nessa noite, ele não consegue dormir. Acorda a mãe a meio da noite e diz-lhe que lhe dói o peito.
  •  
  • Farpões Baldios
  • De Marta Mateus
  • No final do século XIX, os trabalhadores rurais em Portugal iniciaram uma corajosa luta por melhores condições de trabalho. Depois de gerações de miséria e fome, a Revolução de Abril semeou a promessa de uma Reforma Agrária. Na região do Alentejo, estes camponeses ocuparam grandes propriedades onde antes eram submetidos ao poder dos seus patrões. Diz-se no Alentejo, que quando se perde alguma coisa, quem procura deverá começar andar para trás e voltar ao princípio. Reza-se e pede-se a Santa Luzia que nos cure dos olhos, para que possamos olhar melhor e ver. Os protagonistas deste filme, resistentes desta velha luta, a quem foi roubada a infância e a escolaridade, contam a sua história às gerações de hoje.
  •  
  • Coelho Mau
  • De Carlos Conceição
  • Rapaz tímido domina o amante da mãe. A beleza e o horror trocam carícias. Deuses adolescentes desafiam morais convencionais. A morte prostituise
  • vestida de criança.

[por Ana Figueiredo]

Formulário de procura