Filmes imperdíveis nos 'Olhares do Mediterrânio'

Filmes imperdíveis nos 'Olhares do Mediterrânio'

As propostas de Sara David Lopes

  • "The Nurse" de Dilek Çolak
     "The Nurse" de Dilek Çolak
  • "Willy First" de Marielle Gautier
     "Willy First" de Marielle Gautier
  • "Shores of Light" de Yael Katzir
     "Shores of Light" de Yael Katzir
  • "Everything is Full of Her" de Maria Tilli
     "Everything is Full of Her" de Maria Tilli
  • "Sleepover" de Susana Casares
     "Sleepover" de Susana Casares

O Olhares do Mediterrâneo - Cinema no Feminino decorre, este ano, de 28 de setembro a 1 outubro. Apresentar e debater o olhar das mulheres na produção cinematográfica, e promover a exibição de filmes oriundos da bacia mediterrânica, continua a ser o objetivo do evento que nesta 4.ª edição apresenta uma programação composta por 52 filmes, debates, workshops, performances, exposições e, na sessão de encerramento, um concerto das B'rbicacho grupo de raízes lusófonas, que junta viola da gamba, clarinete, guitarra e três vozes femininas.

Dos muitos filmes a exibir no Cinema São Jorge, a programadora Sara David Lopes selecciona cinco. Aqui ficam as propostas:

  • HEMŞİRE | The Nurse
  • De Dilek Çolak
  • Turquia | fic | 2016 | 89′
  • Através da história desta mulher solitária, aprisionada numa relação conjugal violenta, e da história dum preso político em greve da fome protestando contra as condições das prisões, THE NURSE chama a atenção para os direitos humanos e a violência doméstica numa Turquia moderna e em transformação. A acção decorre em 2001, numa pequena cidade perto de Istambul, e a história centra-se nestes dois personagens que mudarão a existência um do outro, graças à sua visão da vida e à ironia que usam para aliviar a sua dor.
  • 28 de setembro, às 21h30
  •  
  • WILLY 1er | Willy First
  • De Marielle Gautier, Ludovic Boukherma, Zoran Boukherma e Hugo P Thomas
  • França | fic | 2016 | 82′
  • É impossível ficar indiferente a Willy. Na sua ingenuidade pueril, aos 50 anos, privado do seu irmão gémeo, espelho da sua identidade, Willy traça objectivos muito concretos: quer viver sozinho, quer arranjar uma casa, começar a trabalhar e ter amigos. Com uma persistência inabalável, Willy sai de casa rumo ao resto da sua vida.
  • 1 de outubro, às 19h
  •  
  • OR BIKETZE HAMAGAF | Shores of Light 
  • De Yael Katzir
  • Israel | doc | 2015 | 56′
  • Oportunidade para conhecer uma realidade que nos está tão distante e de que tão poucas vezes se fala: que trajectos migratórios se traçaram depois da II Guerra Mundial quando milhares de sobreviventes foram libertados sem ter para onde ir? Um grupo destas pessoas fixa-se temporariamente no sul de Itália a caminho de Israel. Hoje nos seus 70 anos, os bebés que lá nasceram durante este período, regressam a Itália para procurar vestígios desta sua passagem. Um destes bebés, Shuni Lifshitz, estará presente no festival para nos contar a sua experiência.
  • 1 de outubro, às 16h30
  •  
  • TUTTE LE COSE SONO PIENE DI LEI | Everything is Full of Her
  • De Maria Tilli
  • Itália | fic | 2015 | 23′
  • Como preservar a nossa dignidade e a imagem que deixamos atrás de nós quando a vida nos vai despojando de capacidades e nos coloca à mercê das decisões alheias? Carmela, 92 anos, não quer ser surpreendida pela morte. Determinada e dura como a terra que a criou, estabelece um limite e decide ser maestrina do seu próprio destino. A sua neta, fascinada por esta avó grande como o mundo, gravita à sua volta. A continuidade dos gestos preservados, imortalizados na cumplicidade das duas.
  • 29 de setembro, às 14h30
  •  
  • LA INVITACIÓN | Sleepover
  • De Susana Casares
  • Espanha | fic | 2016 | 14′
  • O cruel universo infantil em que vale (quase) tudo para manter ou conquistar um posicionamento no grupo. O impacto da crise económica nas crianças e o abalo que isso provoca no seu pequeno grande mundo. Este filme enternecedor revela cumplicidades inesperadas e mostra-nos a vulnerabilidade do universo familiar e suas ramificações numa solução engenhosa para um problema fundamental: como ser aceite num grupo?
  • 1 de outubro, às 14h30

[textos de Sara David Lopes, programadora do festival Olhares do Mediterrâneo - Cinema no Feminino]

Relacionado

Olhares do Mediterrâneo - Cinema no Feminino

Cinema › Festivais
28 set a 1 out/17
Avenida da Liberdade, 175
1250-135 Lisboa

Formulário de procura

OP'17