Bernstein e Ravel

Bernstein e Ravel

Orquestra Sinfónica Portuguesa

Música › Espetáculos
7 e 8 jul/17

Sexta e sábado, às 21h30

Das composições mais marcantes da obra de Joly Braga Santos (1924-1988) destacam-se as 3 Aberturas Sinfónicas, peças de referência na música portuguesa do século passado. A Abertura Sinfónica, n.º 3 , escrita em 1954, de inspiração vincadamente folclórica, faz desta obra um brilhante exercício sinfónico vibrante e pleno de energia rítmica. Igualmente brilhantes e de energia contagiante são as Symphonic Dances, que Leonard Bernstein (1918-1990) em 1960 extraiu do seu musical de grande sucesso, West Side Story, escrito em 1957.

Esta suite orquestral, animada pelo cool jazz e danças latinas, segue os principais episódios do drama de Romeu e Julieta, agora transferido para os bairros pobres de Manhattan. Recém-chegado da sua digressão pelos Estados Unidos, também Maurice Ravel (1875-1937) recorre a influências jazzísticas para escrever, entre 1929 e 1931, o seu Concerto para Piano em Sol maior. Estreado em Paris em janeiro de 1932 e de elevada dificuldade técnica, este concerto será interpretado pelo pianista Pedro Costa, vencedor em 2013 do Concurso de Interpretação do XV Festival do Estoril de 2013.

Piano Pedro Costa
Direção Musical Joana Carneiro

Programa:
Joly Braga Santos (1924-1988)
Abertura Sinfónica n.º 3, Op. 21

Leonard Bernstein (1918-1990)
Symphonic Dances, West Side Story

Maurice Ravel (1875-1937)
Concerto para piano em Sol maior

Informações Úteis

Entrada livre

Local

Chiado
Lisboa

Relacionado

Festival ao Largo 2017

Inesquecíveis noites de verão

Formulário de procura

Património e Natureza

Continuam

Aulas regulares de violino para adultos

Música › Cursos/Encontros
A partir de 4 abr/17

Simïtü – Música ao Poeta

Música › Espetáculos
26 abr, 31 mai, 28 jun, 26 jul, 30 ago, 27 set, 29 nov/17

III Concurso Internacional de Composição GMCL/Jorge Peixinho

Música › Cursos/Encontros
Inscrições até 2 out/17