Dança doente

Dança doente

Dança › Espetáculos
29 e 30 set/17

sexta e sábado às 21h30

  • Foto: Mauricio Pokemon 

Marcelo Evelin, conceito e coreografia; Andrez Lean Ghizze, Bruno Moreno, Carolina Mendonça, Fabien Marcil, Hitomi Nagasu, Marcelo Evelin, Márcio Nonato, Rosângela Sulidade, Sho Takiguchi, criação e interpretação.

As obras Matadouro (2010) e De repente fica tudo preto de gente (2012), que o coreógrafo brasileiro Marcelo Evelin apresentou no Teatro Maria Matos, deixaram uma impressão profunda pela sua força brutal e pela sua procura de situações limite. Em Dança Doente, esta procura leva o coreógrafo a dar atenção à deterioração física do corpo, colocando em cena um corpo infetado pelo mundo e atravessado por forças que o esvaziam e o destituem.  O que pode significar a dança para um corpo frágil, exausto e em sofrimento?

Local

Av. Frei Miguel Contreiras, 52
1700-213 Lisboa

Formulário de procura

Continuam

Dança Escocesa

Dança › Cursos/Encontros

Cursos de Dança

Dança › Cursos/Encontros

Aulas de Dança

Dança › Cursos/Encontros