Felizmente há Luar!

Felizmente há Luar!

Teatro › Espetáculos
13 dez/17

Quarta, às 18h30

A Barraca. Luís Sttau Monteiro, texto; Hélder Costa, encenação; Adérito Lopes, Carolina Parreira, João Silvestre, João Maria Pinto, Ruben Garcia, Samuel Moura, Sérgio Moras, Pedro Borges e Sónia Barradas, interpretação.

Escrita em 1961, este clássico da literatura dramática portuguesa serviu para Sttau Monteiro, partindo de uma narrativa no contexto histórico de domínio Inglês de Portugal após as invasões francesas, mostrar os mecanismos de denúncia e traição que os regimes ditatoriais fomentam projetando-os na ditadura de Oliveira Salazar sob a qual viveu.

A publicação da peça alcançou grande êxito, dado paralelismo que se encontra entre a perseguição à personagem do general Gomes Freire, por parte do “aliado ocupante” e ditador William Beresford, e a que foi efetuada ao general Humberto Delgado, candidato da oposição a Salazar, que como o primeiro acaba por ser assassinado pelo regime a que se opôs.

A peça, mostra-nos o ambiente que precede a revolta que, a triunfar, trará de volta o rei D. João VI a Portugal e que promulgará uma monarquia constitucional. Intrigas, denúncias, mas também a visão de um povo que avança esperançado na vitória numa luta pela liberdade.

Informações Úteis

Entrada livre mediante lotação do espaço.

O espetáculo decorre na Sala do Senado.

+ info: T.213 919 772 | cic.rp@ar.parlamento.pt

Local

Palácio de São Bento

Formulário de procura

Continuam

Avenida Q

Teatro › Espetáculos
7 set a 30 dez/17

Portugal em Revista

Teatro › Espetáculos
Estreia 14 set/17

A última noite do Capitão

Teatro › Espetáculos
24 set a 17 dez/17