Storni-Quiroga

Storni-Quiroga

Lisboa 2017 - Capital Ibero-americana de Cultura

Teatro › Espetáculos
21 abr/17

Sexta, às 21h30

33 Ânimos. Ricardo Cabaça, criação; Daniela Rosado, Elisabete Pedreira e Zé Bernardino, interpretação.

Storni-Quiroga é uma abordagem, colagem, viagem e poetização da vida e obra de Alfonsina Storni (1892-1938) e de Horacio Quiroga (1978-1937). A obra destes dois poetas é assombrosa e muito importante no modernismo sul-americano, em particular o argentino.

Alfonsina Storni (Argentina) dedicou a sua vida à poesia, ao ensino e também ao teatro, enquanto Horacio Quiroga (Uruguai) foi um escritor mais multifacetado, trabalhando os diversos géneros literários. Em Storni-Quiroga vemos o cruzamento do trabalho poético dos dois artistas, ao mesmo tempo que abrimos a cortina da privacidade, pois o amor entre os dois foi avassalador, amor num sentido mais lato, interrompido apenas pelo suicídio de Horácio Quiroga. Na verdade, o suicídio é um tema sensível neste espetáculo, uma vez que os dois se suicidaram, pelos mesmos motivos, com um ano de intervalo.

Este espetáculo é um poema sobre poetas e a linguagem segue o sentido poético das suas vidas, sendo o diálogo poemas em forma de respostas e questionamentos. Storni–Quiroga é ao mesmo tempo, um resgate destas duas figuras importantíssimas e uma homenagem à sua obra.

Informações Úteis

Entrada livre (mediante a lotação da sala)

Local

Formulário de procura

Património e Natureza

Continuam

As Vozes do Bairro

Teatro
8 abr a 21 out/17
'Building conversation' de Lotte van den Berg / Third Space

Clássicos, um mestre vivo e um país que se extingue

A temporada 2017/2018 no Teatro Nacional D. Maria II

Dança, Música, Teatro
A atriz na casa de família, em Lisboa (1919)

Olhares sobre Amélia Rey Colaço

Exposição de fotografias da atriz no Arquivo Municipal de Lisboa

Teatro