Autobiografia

Autobiografia

Outros Mário Dionísio

Editora: Casa da Achada – Centro Mário Dionísio
Data:

Mário Dionísio foi o poeta lírico do Novo Cancioneiro, de Memória dum Pintor Desconhecido e Terceira Idade. De intensa atividade pedagógica e estética (A Paleta e o Mundo), escreveu também belíssimos contos, em O Dia Cinzento e Monólogo a Duas Vozes, e foi autor de um romance ímpar na nossa ficção: Não Há Morte nem Princípio. Esta Autobiografia, publicada em 1987, com chancela de O Jornal, é agora editada com nova capa, uma introdução, um prefácio de Luís Miguel Cintra, ex-aluno de Mário Dionísio, fundador e colaborador da Casa da Achada, as fotografias escolhidas pelo autor e algumas notas mais. Pode ler-se no prefácio: "Esperar-se ia de uma autobiografia a exactidão e o rigor das informações biográficas apontadas pelo próprio autor (…). Esta autobiografia é, porém “ostensiva subjectividade. Um auto-retarato que é a construção de uma imagem de si próprio, uma imagem da sua vida construída como a imagem da vida de um artista. E por alguém que nem por um instante duvida que é a arte, terra da liberdade, que mudará o mundo”. 

102 páginas

Formulário de procura

Lisboa Cidade Triste e Alegre

Livros

O Meu Inimigo Mortal

Romance
Willa Cather

Cair para Dentro

Romance
Valério Romão

Semente de Bruxa

Romance
Margaret Atwood

A Pura Inscrição do Amor

Poesia
Nuno Júdice

Na Prática a Teoria É Outra

Outros
Victor Cunha Rego

Mike Tyson para Principiantes

Poesia

José Espinho – Vida e Obra

Artes

Requiem para o Sonho Americano

Outros
Noam Chomsky

O Velho e o Mar

B.D. Ilustração
Thierry Murat

Babbitt

Romance
Sinclair Lewis

Homossexualidade e Homoerotismo em Fernando Pessoa

Estudos
Victor Correia

Da Miséria Simbólica

Ensaios
Bernard Stiegler