A Ilha do Doutor Moreau

A Ilha do Doutor Moreau

Fantástico H. G. Wells

Editora: Relógio d'Água
Data:
Título Original: The Island of Doctor Moreau

H.G. Wells, “um Jules Verne científico”, como lhe chamou Oscar Wilde, foi um dos fundadores da moderna ficção científica. Se os enredos das suas novelas podiam parecer implausíveis à época, cem anos depois a tecnologia encarregou-se de estreitar a diferença entre a sua ficção e a realidade. O autor antecipou a bomba atómica, a engenharia genética, a robótica, as viagens espaciais. Porém não tinha o objetivo de inventar tecnologias futuras, mas de conceber modelos sociais melhores apoiados pela ciência ao serviço da inteligência humana. Nesta novela publicada em 1896, um náufrago chega a uma ilha povoada por sessenta pessoas-animais, estranhas criaturas criadas por um médico expulso da Inglaterra que aí se refugiou. Esses seres vivem um simulacro de existência humana com “Ideias Fixas” implantadas nas suas mentes, sujeitos à “Lei”, uma série de restrições que recitam repetidamente. Jorge Luis Borges salientou não só o engenho do enredo, mas também o simbolismo de “processos inerentes a todos os destinos humanos” vendo “nesta seita de monstros que recitam um credo servil o Vaticano e Lassa”. 

168 páginas

Ficha Técnica

Tradução de Inês Dias

Formulário de procura

Livros

Odes Olímpicas

Poesia
Píndaro

Sinais de Cena - Genética Teatral

Teatro
Vários autores

Lanzarote

Contos
Michel Houellebecq

A Mulher-Sem-Cabeça e o Homem do Mau-Olhado

Romance
Gonçalo M. Tavares

Amália – A Ressurreição

Artes
Fernando Dacosta

Debaixo da Pele

Romance
David Machado

Quem tem Medo dos Filósofos

Outros
Victor Correia (organização e introdução)

1933 Foi um Ano Mau

Romance
John Fante

O Regresso de Mary Poppins

Infanto-Juvenil
P. L. Travers

A Mala Misteriosa do Senhor Benjamin

Infanto-Juvenil
Pei -Yu Chang.

Máquina

Infanto-Juvenil
Jaime Ferraz

Lisboa e os Estrangeiros / Lisboa dos Estrangeiros até ao Terramoto de 1755

Estudos