Manual de Cardiologia

Manual de Cardiologia

Poesia Fernando Pinto do Amaral

Editora: Dom Quixote
Data:

Fernando Pinto do Amaral publica, aos 56 anos, um novo livro de poesia. Manual de Cardiologia é dedicado “aos estudiosos do coração humano e dos seus males”. A obra assume-se como uma descida aos abismos, um exorcismo de uma experiência amorosa que não correu bem. Nesta intensa viagem emocional sente-se, por vezes, no autor, a presença do antigo estudante de medicina num olhar clínico que contrasta com a intensidade e com lado confessional dos poemas (…) “O que existe / é um músculo O resto / são impulsos elétricos fenómenos / da física Até isso / que dizem ser a alma é hoje apenas química”. A ciência pode avançar, Darwin e a evolução das espécies, o aparecimento do eletrocardiograma, os transplantes do Dr. Barnard, porém o coração permanece um “mistério”. Basta “uma palavra uma descarga elétrica uma luz” e esse “vulcão” que “acreditaste estar enfim extinto (…) recomeça a bater todos os dias / e não sabes porquê”.

112 páginas

Formulário de procura

Concurso Sardinhas Festas de Lisboa

Livros

MELANCOLIA E ARQUITECTURA EM ALDO ROSSI

Artes

Do Teatro das Trinas ao Cine-Esperança

Estudos
José Silva Carvalho

Voss

Romance
Patrick White

Há Classes Sociais

Infanto-Juvenil
Equipo Plantel

O Coração é o Último a Morrer

Romance
Margaret Atwood

FICAR NA CAMA E OUTROS ENSAIOS

Ensaios
G. K. CHESTERTON

Bandolim

Poesia
Adília Lopes

TEORIA KING KONG

Estudos
VIRGINIE DESPENTES

Paris França

Outros
Gertrude Stein

Manual de Cardiologia

Poesia
Fernando Pinto do Amaral

Mary John

Infanto-Juvenil
Ana Pessoa

A Minha Cidade É Feita de Luz

Infanto-Juvenil
José Fanha