Manual de Cardiologia

Manual de Cardiologia

Poesia Fernando Pinto do Amaral

Editora: Dom Quixote
Data:

Fernando Pinto do Amaral publica, aos 56 anos, um novo livro de poesia. Manual de Cardiologia é dedicado “aos estudiosos do coração humano e dos seus males”. A obra assume-se como uma descida aos abismos, um exorcismo de uma experiência amorosa que não correu bem. Nesta intensa viagem emocional sente-se, por vezes, no autor, a presença do antigo estudante de medicina num olhar clínico que contrasta com a intensidade e com lado confessional dos poemas (…) “O que existe / é um músculo O resto / são impulsos elétricos fenómenos / da física Até isso / que dizem ser a alma é hoje apenas química”. A ciência pode avançar, Darwin e a evolução das espécies, o aparecimento do eletrocardiograma, os transplantes do Dr. Barnard, porém o coração permanece um “mistério”. Basta “uma palavra uma descarga elétrica uma luz” e esse “vulcão” que “acreditaste estar enfim extinto (…) recomeça a bater todos os dias / e não sabes porquê”.

112 páginas

Formulário de procura

Livros

O Exercício Experimental da Liberdade

Artes
Delfim Sardo

Poemas

Poesia
Mário de Sá-Carneiro

Vida e Obra de Fernando Pessoa

Estudos
João Gaspar Simões

O Museu do Pensamento

Infanto-Juvenil
Joana Bértholo

O Terrivél - A grande Biografia de Afonso de Albuquerque

Estudos
José Manuel Garcia

Maigret e o seu Morto

Romance
Georges Simenon

Autobiografia de Alice B. Toklas

Outros
Gertrude Stein

Às Vezes São Precisas Rimas Destas

Poesia

Auto de António

Poesia
Manuel Alegre

O Filho da Mãe

Romance
O Filho da Mãe

Fanny Owen

Romance
Agustina Bessa-Luís

George e a Lua Azul

Infanto-Juvenil
Lucy & Stephen Hawking