A Minha Casa Não Tem Dentro

A Minha Casa Não Tem Dentro

B.D. Ilustração António Jorge Gonçalves

Editora: Abysmo
Data:

O ponto de partida de A Minha Casa Não Tem Dentro, novela (autobio) gráfica, revela-se de imediato nas palavras que abrem o livro: “No dia 22 de fevereiro de 2016 – por causa de uma veia que rebentou no meu estômago – morri e regressei à vida, num acontecimento que atravessou espaço e tempo separando e unindo em simultâneo. Descrevê-lo com desenhos fez parte dessa viagem”. Produto desta experiência devastadora, entre o sonho e o pesadelo, a obra recorre a uma menina, uma Alice que descobre, por detrás de uma cortina de sangue, um universo imaginário povoado por representações da morte (a barca de Caronte ou o dia dos mortos no México) da infância (a escola, o circo) e da criação, numa sucessão vertiginosa de imagens. Os desenhos fortíssimos (a marcador sobre papel e aguarela) de António Jorge Gonçalves, Prémio Nacional de Ilustração 2014 pelo livro Uma Escuridão Bonita, recusam, uma vez mais, o referente das palavras para irem além delas.

Formulário de procura

OP'17

Livros

Dentes de Rato

Infanto-Juvenil
Agustina Bessa-Luís

Esta Noite Sonhei com Brueghel

Romance
Fernanda Botelho

Poemas

Poesia
Mário de Sá-Carneiro

Fernão de Magalhães

Outros
Stefan Zweig

As Mil e uma Noites

Romance

Forte como a Morte

Romance
Guy de Maupassant

A Conquista do Inútil

Artes
Werner Herzog

Dicionário Sentimental do Adultério

Outros
Filipa Melo

Poesis

Poesia
Maria Teresa Horta

Diante do tempo

Ensaios
Georges Didi-Huberman .

A História do Mundo para Pessoas com Pressa

Outros
Emma Marriott

O Signo

Ensaios
Umberto Eco