O Lápis Mágico de Malala

O Lápis Mágico de Malala

Infanto-Juvenil Malala Yousafzai

Editora: Editorial Presença
Data:
Título Original: Malala's Magic Pencil

Malala era uma menina que vivia no Paquistão e desejava ter um lápis mágico para tornar as outras pessoas felizes e o mundo melhor. Aplicou-se nos estudos para ser uma das melhores alunas, mas os homens poderosos do seu país declaram que as meninas estavam proibidas de ir a escola. Foi então que decidiu escrever a sua história. E, por fim, chegou o dia em que essa história foi lida por muitos. E aqui a temos, com belíssimos desenhos de Kerascoët, pseudónimo do casal Sebastien Cosset e Marie Pommepuy, brilhantes ilustradores e cartoonistas franceses. A autora do livro, Malala Yousafzai, aos 11 anos de idade, escreveu para a BBC relatando o seu quotidiano sob o regime talibã. Tornou-se um alvo a abater e, em 2012, foi alvejada com três balas. Apesar da gravidade do seu estado, sobreviveu. Vive actualmente em Inglaterra com a família onde continua a campanha pública pela defesa dos direitos humanos das mulheres e do acesso à educação na sua região natal. Em 2014, tornou-se, aos 17 anos, a pessoa mais jovem de sempre a ser distinguida com o prémio Nobel da Paz. Há, porém, algo que é preciso lembrar: a magia não teve lugar nesta história verdadeira. Tudo foi alcançado com determinação, perseverança e coragem. Muita coragem. 

48 páginas

Ficha Técnica

Tradução de Cristina Lourenço

Formulário de procura

Lisboa Cidade Triste e Alegre

Livros

A Ciência das Sombras

Poesia
Bernardo Pinto de Almeida

Um Quarto em Atenas

Poesia
Tatiana Faia

Mike Tyson para Principiantes

Poesia

É Agora como Nunca

Poesia
Adriana Calcanhotto

José Espinho – Vida e Obra

Artes

Requiem para o Sonho Americano

Outros
Noam Chomsky

O Velho e o Mar

B.D. Ilustração
Thierry Murat

Da Miséria Simbólica

Ensaios
Bernard Stiegler

O Meu Inimigo Mortal

Romance
Willa Cather

Canto Irregular

Poesia
Fábio Neves Marcelino

Cair para Dentro

Romance
Valério Romão

A Pura Inscrição do Amor

Poesia
Nuno Júdice