O Veneno do Teatro

O Veneno do Teatro

Artes Vítor Pavão dos Santos

Editora: Bertrand Editora
Data:

Em 1911, com apenas 13 anos de idade, Amélia Rey Colaço foi passar uma temporada a Berlim, a casa da avó materna, onde assistiu aos espetáculos de Max Reinhardt. Nesse momento “entrou-me nas veias o veneno do teatro e nunca mais me largou”. Nestas conversas evoca os grandes momentos da Companhia Rey Colaço-Robles Monteiro que dirigiu durante 53 anos, os dramaturgos que levou à cena, os artistas que chamou a colaborar e os jovens talentos que formou, entre os quais a filha, a extraordinária atriz Mariana Rey-Monteiro. Não esquece as adversidades: a morte de Robles Monteiro em 1958, o incêndio do Teatro Nacional em 1964; a censura do estado novo que a impediu de representar, entre outros grandes papéis, Mãe Coragem, de Brecht. Vítor Pavão dos Santos capta com rigor e vibrante espontaneidade a inteligência, a vasta cultura e o humor da grande dama do teatro português. 

376 páginas

Formulário de procura

Livros

Sinais de Cena - Genética Teatral

Teatro
Vários autores

Lanzarote

Contos
Michel Houellebecq

A Mulher-Sem-Cabeça e o Homem do Mau-Olhado

Romance
Gonçalo M. Tavares

Amália – A Ressurreição

Artes
Fernando Dacosta

Debaixo da Pele

Romance
David Machado

Quem tem Medo dos Filósofos

Outros
Victor Correia (organização e introdução)

1933 Foi um Ano Mau

Romance
John Fante

Odes Olímpicas

Poesia
Píndaro

O Regresso de Mary Poppins

Infanto-Juvenil
P. L. Travers

A Mala Misteriosa do Senhor Benjamin

Infanto-Juvenil
Pei -Yu Chang.

Máquina

Infanto-Juvenil
Jaime Ferraz

Lisboa e os Estrangeiros / Lisboa dos Estrangeiros até ao Terramoto de 1755

Estudos