Vislumbres da Índia

Vislumbres da Índia

Outros Octavio Paz

Editora: Relógio d'Água
Data:
Título Original: Vislumbres de la India

As viagens ocuparam um lugar determinante na formação do grande poeta mexicano Octavio Paz (1914-1998), Prémio Nobel de Literatura 1990. Primeiro a Espanha, onde testemunhou os horrores da Guerra Civil, depois Paris onde estabeleceu relações com os surrealistas que, juntamente com a ideologia marxista e as religiões budista e hinduísta, influenciaria profundamente a sua obra, meditação abstracta sobre a solidão existencial, o amor erótico e a criação artística. Embaixador na Índia de 1962 a 1968, passou a incluir as questões místicas da vida, da morte e da reencarnação, em obras como El mono gramático e Ladera este. Em Vislumbres da Índia evoca de forma impressiva a “invencível atração” deste país contraditório de “ritos, templos, cidades cujos nomes evocam histórias insólitas, multidões heterogéneas e multicolores, mulheres de movimentos de felino e olhos escuros e cintilantes, e santos, mendigos…”

194 páginas

Ficha Técnica

Tradução de José Colaço Barreiros

Formulário de procura

Património e Natureza

Livros

Debaixo da Pele

Romance
David Machado

Odes Olímpicas

Poesia
Píndaro

O Signo

Ensaios
Umberto Eco

Dentes de Rato

Infanto-Juvenil
Agustina Bessa-Luís

Esta Noite Sonhei com Brueghel

Romance
Fernanda Botelho

Poemas

Poesia
Mário de Sá-Carneiro

Forte como a Morte

Romance
Guy de Maupassant

Dicionário Sentimental do Adultério

Outros
Filipa Melo

Insanus

Contos
Carlos Querido

Poesis

Poesia
Maria Teresa Horta

Diante do tempo

Ensaios
Georges Didi-Huberman .

A História do Mundo para Pessoas com Pressa

Outros
Emma Marriott