25 de Abril no Museu do Aljube

Abril em Lisboa

artes, literatura, música, visitas guiadas
13 abril a 27 abril 2019
vários horários
Museu do Aljube – Resistência e Liberdade
25 de Abril no Museu do Aljube

Museu do Aljube Resistência e Liberdade celebra o 25 de Abril durante o mês inteiro com um programa intenso que inclui conversas, uma instalação, exposições de fotografia, música, poesia e atividades destinadas aos mais jovens.

Programa:

13 abril
11h-12h30
HORA DO CONTO – O ALJUBE A CONTAR HISTÓRIAS, COM PAULO CONDESSA m/6
Resistência e Liberdade – dois temas para escrever cartas, memórias, contos e para cantar com raiva ou com esperança. Dois temas para contar aos mais novos histórias de exemplo e proveito.

17h-20h
EM ABRIL CONVERSAS MIL: DOIS MUSEUS, UM PÁTIO COMUM PÁTIO DO ALJUBE m/12
Ao final da tarde descobrem-se os dois museus que partilham entre si o Pátio do Aljube: o Museu de Lisboa – Teatro Romano e o Museu do Aljube Resistência e Liberdade.

17h
VISITAS ORIENTADAS AOS DOIS MUSEUS

18h
MÚSICAS DE ABRIL COM SAMUEL QUEDAS

20h
UM PORTO EM HONRA DE ABRIL
Ponto de encontro: Pátio do Aljube

17 abril
11h
EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIA CAMPANHAS DE DINAMIZAÇÃO CULTURAL – 1975, fotografias de Manuel Brito, abertura da exposição, 4.º PISO m/6
Campanha de Dinamização Cultural do MFA – Operações Guarda e Norte Nordeste

23 abril
11h10-12h30, 15h-16h30
PEDDY PAPER PELOS CAMINHOS DA MEMÓRIA DE ABRIL, com Francisco Ruivo e Judite Álvares m/12
Para alunos da Escola Secundária de Tondela e do Agrupamento de Escolas do Bom Sucesso – Alverca do Ribatejo
Peddy-paper para crianças e jovens.
Um percurso para seguir as pegadas dos que abriram as portas de Abril: da Ribeira das Naus ao Largo do Carmo, da Misericórdia à rua António Maria Cardoso.

23, 24 e 25 abril
INSTALAÇÃO CRAVOS COMO BALAS
PISO 0 DO MUSEU m/6
Uma instalação à entrada do Museu, com cravos pendentes feitos pelas mulheres de Campo Maior e conceção plástica de Ambrósio.

24 abril
16h
VIDAS PRISIONÁVEIS CONVERSA COM ISABEL DO CARMO, CONDUZIDA POR ANA ARANHA
Com a participação de alunos da Escola Secundária Pedro Fonseca, Proença-a-Nova, da Escola Profissional de Turismo e Hotelaria do Chiado e da comunidade.

19h-20h30
FILME DOCUMENTÁRIO O DIA EM QUE A TORTURA ACABOU, DE GUS MCDONALD, seguido de debate com Afonso de Albuquerque, Alfredo Caldeira, Conceição Matos e Fernando Vicente m/12
Ver e ser interpelado pelo filme e pelos homens e mulheres que, nos dias de abril, contavam histórias vividas de tortura – e de espanto por poder contá-las livremente.

25 abril
10h-18h
DIAS DA MEMÓRIA
Um encontro de memórias, feitas de relatos, de testemunhos e de objetos de quem nos visita para partilhar o que tem e o que pode deixar no Museu para conhecimento dos vindouros. Recolha de testemunhos e de objetos para enriquecer a coleção do Museu do Aljube. Uma parceria do Museu do Aljube e do Instituto de História Contemporânea da FCSH – Universidade Nova de Lisboa.

10h30-12h
HORA DO CONTO O ALJUBE A CONTAR HISTÓRIAS, COM PAULO CONDESSA m/6

11h e 15h
VISITAS ENCENADAS COM O GRUPO DO TEATRO DE CARNIDE SOBRE MOTIVOS DO MUSEU DO ALJUBE m/6
Olhar o inerte e o reconstituído e dar-lhe vida. Ver as exposições do Museu com a voz ao vivo e a interpretação cénica do Grupo de Teatro de Carnide.

16H

MÚSICA EM ABRIL m/6

Com Márcio Pinto na marimba, acompanhado por Catarina Anacleto no violoncelo.

18h30
SOPHIA DE MELLO BREYNER – UMA VOZ DE ABRIL, poesia dita por Gracinda Nave, com a colaboração de Risoleta Pinto Pedro m/6

27 abril
15h-17h
VISITA ORIENTADA AO MUSEU COM LUÍS FARINHA
Mediante Inscrição

Local:

Rua de Augusto Rosa, 42 215 818 535 http://www.museudoaljube.pt

info@museudoaljube.pt