Carybé

Aquarelas do Descobrimento

artes
9 março a 1 junho 2019
vários horários
Palácio da Independência
Carybé

A exposição de Carybé é inspirada na Carta de Pero Vaz de Caminha e é inaugurada no mesmo dia em que Pedro Álvares Cabral partiu para a descoberta do Brasil.

No dia 9 de março de 1500, a armada comandada por Pedro Álvares Cabral partiu de Lisboa, na expedição que resultou na descoberta do Brasil.

As 52 obras que integram a exposição do artista plástico que, ao longo da sua carreira retratou o Brasil como nenhum outro é uma versão em aquarela sobre o registo mais antigo da existência do país: a Carta de Pero Vaz de Caminha. Originalmente, os desenhos foram feitos em tinta nanquim e publicados em preto e branco no livro “Carta a El Rey Dom Manuel”, uma releitura do documento histórico idealizada pelo escritor Rubem Braga.

Em cores vivas e traços leves, Carybé dá vida a momentos mais marcantes da narrativa portuguesa sobre o Brasil: a navegação da esquadra; o avistar das terras; o primeiro contacto entre portugueses e índios; a troca de culturas; a primeira missa; o pau-brasil. Cenas dos primeiros encontros que, mais tarde, com a contribuição igualmente fundamental dos africanos, daria origem ao povo brasileiro.

Segunda a sexta, das 9h às 19h | sábado, das 11h às 21h


Ficha técnica:

Curadoria de Solange Bernabó.

Local:

Largo de São Domingos, 11 213 241 470