Este evento já ocorreu.

Cinema Francês 1930/60 – Os Grandes Mestres

Os “padrinhos” da Nouvelle Vague

cinema
12 julho a 3 outubro 2018
vários horários
Espaço Nimas
Cinema Francês 1930/60 – Os Grandes Mestres

A Leopardo Filmes organiza um extenso ciclo dedicado aos grandes realizadores do cinema francês dos anos 1930, 40 e 50, aqueles que “alimentaram a geração da Nouvelle-Vague”e que influenciaram todos os outros cineastas.

São 16 filmes, vários deles inéditos em sala em Portugal, 16 obras-primas, essenciais para a compreensão da história do cinema francês realizados por 10 dos maiores realizadores franceses (Jean-Pierre Melville, Georges Franju, Jean Renoir e Max Ophüls na primeira parte do ciclo), entre 1936 e 1960, que agora é possível ver em versões digitais restauradas, legendadas em português.

Na segunda parte, Jean Renoir regressa, mas agora representado nas acentuadas e deliciosas cores de Helena e os Homens, designado após-estreia como um filme menor, não muito apreciado pelo público ou pela crítica (com a excepção de Jean-Luc Godard) que procura estudar o lado interior feminino, doméstico e privado de Helena, uma princesa Polaca mestre na arte da sedução. Há ainda um dos filmes mais icónicos de todo o cinema francês: Fim-de-Semana no Ascensor, de Louis Malle, onde Jeanne Moreau, mulher com pele de actriz, flutua pelas ruas de Paris acompanhada pela banda-sonora do lendário jazz de Miles Davis e sob a cinematografia evocativa de Henri Decaë – um sonho para qualquer cinéfilo.

Marcel Pagnol visita o ciclo pela primeira vez com o seu perspicaz e engenhoso conto A Mulher do Padeiro, um filme baseado numa história de Jean Giono, sobre como a comunidade de uma vila tenta convencer a mulher do padeiro a regressar para ele quando a depressão deste o impossibilita de trabalhar; e Aquela Loura, de Jacques Becker, «um filme de personagens (…) e também um grande sucesso plástico: a dança, a rixa nas traseiras, o despertar no campo, a chegada de Manda junto da guilhotina, apoiado por um padre, todas estas imagens são capas do Petit Journal ou da L´Illustré (…)», nas sumptuosas palavras de François Truffaut.

Restantes filmes 

 

De 23 de agosto a 12 de setembro:
TOUCHEZ PAS AU GRISBI / O ÚLTIMO GOLPE (1954), de Jacques Becker
MON PÈRE AVAIT RAISON
(1936), de Sacha Guitry
LE TESTAMENT D’ORPHÉE / O TESTAMENTO DE ORFEU
(1960), de Jean Cocteau
PICKPOCKET / O CARTEIRISTA
(1959), de Robert Bresson

 

De 13 de setembro a 3 de outubro:
LA FILLE DU PUISATIER (1940), de Marcel Pagnol
LA POISON
(1951), de Sacha Guitry
FRENCH CANCAN
(1954), de Jean Renoir
LE PLAISIR / O PRAZER
(1952), de Max Ophüls

 

Sessão especial: L’ ATALANTE / A ATALANTE, de Jean Vigo (1934), 17 de setembro, às 21h30

 

Toda a programação e horários aqui.


7 € - preço normal (ver descontos)

Local:

Avenida 5 de Outubro 42B 213 574 362 medeiafilmes.com

espaconimas@gmail.com