Frei Luís de Sousa

Miguel Loureiro

teatro
1 março a 7 abril 2019
qua: 19h; qui: 21h; sex: 21h; sáb: 19h; dom: 16h
Teatro Nacional D. Maria II
Frei Luís de Sousa

Sete anos volvidos sobre a Batalha de Alcácer-Quibir, Madalena de Vilhena dá como morto o marido, D. João de Portugal, e desposa o bravo e patriota cavaleiro Manuel de Sousa Coutinho. Deste casamento aparentemente feliz, nasce Maria. Porém, a superstição e os presságios de Madalena ensombram a harmonia familiar. Mais ainda, quando, afinal, João de Portugal está vivo e regressa ao reino, agora sob dominação filipina, como Romeiro.

O drama romântico por excelência, escrito por Almeida Garrett em 1843, e estreado na sua versão integral no Teatro Nacional D. Maria II em 1850, regressa à Sala Garrett num espetáculo dirigido por Miguel Loureiro. Para o encenador, este é “um dos monumentos teatrais do romantismo e mesmo de todo o teatro escrito em Portugal”, ainda hoje, uma marca incontornável para o “homem de teatro português” no desenvolvimento da “sua poética de cena”. E, acrescenta, “relido como drama, ou encenado como tragédia, Frei Luís de Sousa continua a exercitar uma medida para teatro que sempre foi nossa, que sempre nos serviu, não só na correspondência literária, mas sobretudo no imaginário.” FB

Sessão com Audiodescrição e Língua Gestual Portuguesa: 31 março
Conversa com os artistas após o espetáculo: 31 março


Ficha técnica:

Almeida Garrett, texto; Miguel Loureiro, encenação; Álvaro Correia, Ângelo Torres, Carolina Amaral, Gustavo Salvador Rebelo, João Grosso, Maria Duarte, Rita Rocha, Sílvio Vieira e Tónan Quito, interpretação.


9 € a 16 € - preço normal (ver descontos)

Local: