Itinerários de Lisboa

Visitas acessíveis

visitas guiadas
7 novembro 2018 a 29 junho 2019
vários horários
Itinerários de Lisboa

O programa Itinerários de Lisboa, promovido pela Câmara Municipal, convida os participantes a percorrer as ruas da cidade e a conhecer o seu património ímpar, a sua história, os episódios marcantes e os seus protagonistas. Na edição de 2018/2019, em resultado de uma parceria com a Locus Acesso, realizam-se visitas para o público surdo, com interpretação em Língua Gestual Portuguesa, e também para o público cego e com baixa visão, acompanhadas por técnicos especializados. Se precisar de um acompanhante que o apoie na sua deslocação durante a visita, entre em contacto connosco previamente. Aceite o convite e venha descobrir a cidade pelo seu pé.

Ponto de encontro: transporte público mais próximo do início da visita.

 

Programa:

Lisboa Hebraica

8 e 17 novembro (público surdo) | 7 e 15 novembro (público cego)

A presença judaica em Lisboa é anterior à reconquista da cidade por D. Afonso Henriques. Ao longo dos séculos, os judeus foram sendo tolerados, integrados, perseguidos ou banidos ao sabor das vontades da Igreja e dos monarcas. Das três principais judiarias referenciadas pelos cronistas da cidade, resta apenas um vestígio toponímico: a Rua da Judiaria, em Alfama. Este percurso evoca a presença hebraica e a sua importância no desenvolvimento da cidade.

 

José Saramago e o Memorial do Convento

9 fevereiro e 13 abril (público surdo) | 12 janeiro e 16 março (público cego)

Em 1982, José Saramago publicava o Memorial do Convento, uma das suas mais aclamadas obras. Romance histórico, ambientado no reinado de D. João V (1689-1750), evoca no título e na narrativa a grande empreitada da construção do Convento de Mafra. A Lisboa aí descrita e os inesquecíveis Baltazar e Blimunda são os guias deste percurso literário com início no Largo de São Domingos e término na Casa dos Bicos.

 

Lisboa Escandalosa

3 e 16 abril (público surdo) | 6 e 30 abril (público cego)

Ao longo dos tempos, Lisboa foi palco de escândalos, episódios que envolveram reis, consortes, a corte e a sociedade. Neste itinerário contam-se histórias de traições, de amores proibidos, de assassinatos, dos abusos da Inquisição, de cantoras líricas que deixaram fama, de publicações polémicas e factos da vida agitada de alguns bairros típicos de Lisboa.

 

Lisboa Filipina

4 e 27 junho (público surdo) | 6 e 29 junho (público cego)

Em 1580, na sequência da crise de sucessão originada pela morte de D. Sebastião, Portugal perde a independência face à Espanha. Ao longo de três reinados – a dinastia dos “Filipes” – e até 1640, Lisboa deixou de ser a capital de um reino mas manteve-se viva, tendo sido beneficiada com obras relevantes, mostradas neste percurso.

Como participar nos Itinerários:
Os Itinerários de Lisboa realizam-se de segunda a sábado (segunda a sexta, às 10h; sábado, às 10h30) e têm uma duração média de 2 horas.
Mínimo de 10 participantes e máximo de 30.
É necessária marcação prévia.

Como marcar:
Presencialmente, nas instalações da Direção Municipal de Cultura, no Palácio do Machadinho, Rua do Machadinho, 20. No primeiro dia útil de cada mês das 10h30 às 12h30 e das 14h30 às 16h30.
Por telefone e email: 218 170 742 / lisboa.cultural@cm-lisboa.pt

Como efetuar pagamento:
Presencialmente, nas instalações da Direção Municipal de Cultura, no Palácio do Machadinho, Rua do Machadinho, 20, de segunda a sexta, das 10h30 às 12h30, das 14h30 às 16h30.
Por transferência bancária solicitando IBAN pelo telefone 218 170 742 ou lisboa.cultural@cm-lisboa.pt



3,69 € - Bilhete individual
6,15 € - Bilhete duplo