Sarah Affonso e a Arte Popular do Minho

artes
12 julho a 7 outubro 2019
vários horários
Fundação Calouste Gulbenkian
Sarah Affonso e a Arte Popular do Minho

O Museu Gulbenkian assinala o 120.º aniversário do nascimento de Sarah Affonso com uma exposição que explora a relação entre a sua obra e a arte popular do Minho.

Pintora portuguesa, Sarah Affonso é frequentemente lembrada como a mulher de Almada Negreiros quando, na verdade, ela própria foi uma artista modernista com um percurso próprio, de qualidade, embora pouco investigada e exposta. Nesta mostra, é possível perceber a forma como a cidade de Viana do Castelo marcou a sua infância e adolescência, deixando-lhe na memória o carácter especial da terra minhota, das suas tradições e das suas feiras, procissões e romanias.

Camponesas, Sarah Affonso. Sem data. Óleo sobre tela. Coleção particular

 

Aqui, Sarah Affonso deixa de lado o retrato, a grande marca autoral da sua obra, optando por integrar nas suas composições determinados aspetos do vernáculo minhoto.

Quarta a segunda, das 10h às 18h

PROGRAMAÇÃO COMPLEMENTAR
Visitas grupos organizados
À conversa com a curadora Ana Vasconcelos e convidados

João Alpuim Botelho, diretor do Museu Rafael Bordallo Pinheiro
Sexta, 12 julho, 17h

Convidado a anunciar
Sábado, 14 setembro, 16:00

Visitas orientadas
Sábados, 27 julho; 21 setembro, 15h

Conversas sobre Sarah Affonso com Ana Vasconcelos, Emília Ferreira e convidados
Terça-feira, 24 setembro, horário a definir



3 €

Local:

Fundação Calouste Gulbenkian

fundação, museu, biblioteca, auditório
Avenida de Berna, 45A 217 823 000 http://www.gulbenkian.pt